Resoluções do Conselho de Psicologia e a prática cotidiana

Resoluções do Conselho de Psicologia e a prática cotidiana

Por Psicóloga Joyce Muzy //  CRP 06/73289

Você conhece as resoluções do CFP? Já recorreu a alguma delas ao longo da sua prática profissional?

Eu sou a psicóloga Joyce Muzy, me formei em 2004, pela USC – Universidade do Sagrado Coração em Bauru e estarei compartilhando com você psicólogo(a) uma série de artigos sobre as Resoluções que norteiam a nossa prática profissional.

Com esses artigos, não tenho a pretenção de substituir a orientação oferecida pelo Conselho de Psicologia, trata-se principalmente de uma troca de experiência, resultante da prática profissional cotidiana.

 

O que é uma resolução?

 

O CRP da 6ª Região (São Paulo) publicou em 2011 um livreto chamado Manual de Orientações – Legislação e Recomendações para o Exercício Profissional do Psicólogo e nele podemos encontrar a seguinte definição:

 

A Resolução é um documento emitido pelo Conselho Federal de Psicologia ou pelo Regional que, no âmbito da profissão tem força de lei, ou seja, deve ser cumprida por todos (as) da categoria. As Resoluções são criadas a partir do momento que um determinado aspecto da prática profissional constitui um problema e, portanto, merece uma normatização de modo que toda a categoria seja orientada. (…) Buscam acompanhar as transformações relacionadas à atuação do(a) psicólogo(a), sendo a categoria incluída frequentemente nos debates realizados com esse fim. (CRP SP, 2011, parte III, pg. 01)

 

Com base no exposto, podemos compreender que as Resoluções buscam atender as demandas da prática profissional, com o intuito de que a normatização da nossa atuação esteja atualizada, possibilitando a participação da própria categoria para isso. Inclusive, o Código de Ética do Psicólogo é uma Resolução – CFP 10/2005.

 

Como ter acesso as resoluções

 

Você pode ter acesso a TODAS as resoluções no site do CFP – Conselho Federal de Psicologia, que possibilita inclusive uma busca por palavra chave, ou entrando em contato com o CRP da sua região.

 

Como as Resoluções podem ter ajudar

 

Ao longo do exercício da profissão, podemos nos deparar com algumas questões práticas, como por exemplo: Como divulgar o meu trabalho sem ferir o Código de Ética? Como elaborar documentos escritos como parecer, relatórios, etc? O psicólogo(a) pode emitir atestado psicológico que justifica a ausência do trabalho? Registro de atendimento eletrônico, atendimento psicológico online, entre outras tantas questões, as quais podemos encontrar as orientações nas Resoluções.

Nunca é demais lembrar que se ficar em dúvida em relação a alguma delas, recorra ao Conselho Regional de Psicologia da sua região.

 

Vou finalizando essa nossa conversa de hoje por aqui e quero que você se sinta muito à vontade para me encaminhar suas experiências. dificuldades e sugestões para o email joycemuzypsicologa@gmail.com ou pelo whatsapp 14 99897-0440.

Referência Bibliográfica:

CONSELHO REGIONAL DE PSICOLOGIA DE SÃO PAULO (org). Manual de Orientações – Legislação e Recomendações para o Exercício Profissional do Psicólogo. São Paulo: CRP SP, 2011.