Os Componentes do desenvolvimento humano

Os Componentes do desenvolvimento humano

Por: Psicóloga Sandra Pirola Bezerra, CRP nº 06/48285

Quando a Aline Roveda me convidou para escrever para seu site cujo o público alvo é alunos e profissionais de Psicologia, logo pensei no meu começo de carreira, na minha formação pessoal que muito contribuiu para o meu crescimento pessoal.

Trata-se do desenvolvimento humano, tema este muito difundido mas pouco vivenciado de maneira pratica e filosófica.

Alguns componentes iremos abordar mês a mês, pois favorecem nossa maturidade emocional , desobstruindo nossas crenças limitantes e os nossos canais de comunicação.

O primeiro componente trata-se da auto percepção: maneira como percebemos ou vemos a nós mesmos. A percepção amplia nossa consciência e favorece um mergulho interior.

Depois da auto percepção entramos no autoconhecimento, que como o próprio nome induz é um chamado a conhecer-se. Como o lobo que uiva impondo sua presença, AUUUUUUUUUUUUUUUUUUU  nos remete a um chamado pessoal, o de conhecer a si mesmo.

Em terceiro lugar percebemos o mundo ao nosso redor e lapidamos o nosso olhar para enxergar diferentes pontos de vista. A figura e fundo da vida fica mais rica, nossos diálogos mais amigáveis, nossa compreensão do outro fica mais clara quando treinamos e ampliamos nosso maneira de perceber o mundo.

Em quarto lugar caminhamos para a análise da realidade e analisar é decodificar a nossa realidade, as nossas raízes, nossa formação, os relacionamento e características pessoais. Podemos transformar nossa visão pessimista em realista e encontrar novas respostas para a vida.

Então começamos a ficar preparados para a mudança.

É fácil mudar?

No conceito sim, mas na prática não. É preciso descobrir, aceitar e agir, para que com persistência consigamos adquir um habito.

Com isso, basta agir com hábitos eficazes para nosso desenvolvimento humano ir desabrochando, acontecendo.

O continuo da nossa maturidade emocional se dá com a capacidade de pensar antes de agir , proagir.

Depois é preciso motivação, ter um objetivo de vida , acordar todos os dias com uma meta

Enfim, precisamos administrar o tempo. Saber o que é mais importante e planejar a própria vida.

Preparados nessa vitória interior vamos praticar com mais efetividade a negociação, a comunicação empática , a cooperação criativa e por fim criar o habito de renovar-se a cada dia.

Esse processo de desenvolvimento humano estabelece uma liderança pessoal que consequentemente facilitará a liderança de equipes.

Convido você a viajar comigo nesses componentes que muito favorecem nosso desenvolvimento humano.

Baseado na teoria de Viktor Frankl e na literatura de Steven Covey nossa atuação profissional fica mais plena, pois podemos desarmamos os gatilhos de defesa , as resistências, as crenças e por fim atuarmos com mais maturidade emocional.

Até o próximo artigo!

Abraço!

Sandra Bezerra