Mauricéia Quinhoneiro

Mauricéia Quinhoneiro

CRP: 06/48759-9

Olá, sou psicóloga e jornalista. Trabalho com Terapia Cognitivo-Comportamental e Mindfulness em Bauru/SP.
Sou grata pela oportunidade de aprender e compartilhar, através deste site, assuntos pertinentes à saúde, qualidade de vida e desenvolvimento pessoal. Grande abraço!

Currículo Resumido
Jornalista e Psicóloga, especialista em Terapia Cognitivo-Comportamental com formação em Hipnoterapia Cognitiva e Formação Básica em MBCT - Terapia Cognitiva Baseada em Mindfulness pelo Centro de Mindfulness da Universidade de Oxford
Diretora da Ateness, Terapias Aplicadas com atuação na clinica e na realização e promoção de cursos nas áreas da saúde e do desenvolvimento humano.

Terapia Cognitiva e Mindfulness



Artigos

Terapia Cognitiva Baseada em Mindfulness (MBCT) está entre os tratamentos mais eficazes na prevenção da depressão recorrente

Por:  Psicóloga e Jornalista Mauricéia Quinhoneiro – CRP 06/48759-9 A depressão é a desordem mental que mais afeta pessoas em todo o mundo. Segundo pesquisas, num futuro próximo de dois anos, até 20% da população irá vivenciar algum episódio depressivo ao longo da vida. O risco de suicídio e do aparecimento de outras desordens associadas à depressão, como os transtornos de… Leia mais

O poder transformador da Empatia: Como exercer a arte de se colocar no lugar do outro!

Por:  Psicóloga e Jornalista Mauricéia Quinhoneiro – CRP 06/48759-9  As mais recentes descobertas científicas sugerem que a nossa capacidade de realizar atos de generosidade, de demonstrar um comportamento altruísta e sentir empatia e compaixão é inata e não algo que aprendemos durante a socialização ou pela exposição cultural. Através do processo de socialização aprendemos critérios  para a avaliar e diferenciar aqueles que… Leia mais

Transbordando de raiva

Por:  Psicóloga e Jornalista Mauricéia Quinhoneiro – CRP 06/48759-9  Saiba como reconhecer e tratar “botões vermelhos”, ou seja, pensamentos, crenças e esquemas disfuncionais que mobilizam ações raivosas. Podemos entender nossos botões vermelhos como conteúdos ou crenças pessoais desadaptativas. São como feridas psicológicas as quais, quando ativadas, conduzem a interpretações distorcidas e mobilizam  fortes emoções. Acredito que em maior ou menor grau… Leia mais