8 Dicas para Aproveitar 100 % de Qualquer Curso que Você Assistir

8 Dicas para Aproveitar 100 % de Qualquer Curso que Você Assistir

Você sabe como aproveitar um curso que você está fazendo? Eu falo aproveitar mesmo, extrair o máximo e não estar lá a passeio!

Existem alguns cursos que a gente faz por obrigação, ou porque a empresa onde estamos empregados exige um certificado, ou porque alguma instituição que estamos ligados exige. Outros a gente faz por necessidade mesmo, porque a gente percebe que está faltando algo no nosso dia a dia profissional e queremos nos aperfeiçoar, nos atualizar, mas como aproveitá-los de forma mais produtiva? Extraindo o máximo de conteúdo?
Ao escrever esse artigo fiquei refletindo que, se eu tivesse a postura e atitude mental certa ao fazer cada curso tiraria muito mais proveito do que aprendi, e teria aplicado muito mais no meu dia a dia.

1ª DICA: Esvazie a mente!

Quantas vezes a gente faz um curso (ainda mais se estamos fazendo por obrigação) e começa uma vozinha na nossa cabeça assim “Ai que chato esse assunto, isso você já viu na faculdade, porque ver de novo? Nossa que professor ruim etc, etc, etc.” Todo mundo faz isso, mas para a gente aprender algo A GENTE TEM QUE fazer de conta que somos uma TÁBULA RASA, ou seja, UMA PÁGINA EM BRANCO. Eu sei que o nosso conhecimento é absorvido e acomodado sobre o que já temos de referência (como disse Piaget) e que não tem como apagarmos o que aconteceu na nossa vida e nem podemos, mas, se deixarmos aquela vozinha de lado, ou agradecer ela por estar ali, mas não ouví-la, absorveremos muito mais o conteúdo que nos está sendo passado. Porque afinal apesar de todo nosso conhecimento e experiência, NINGUÉM SABE TUDO DE TUDO e com certeza alguma coisa diferente aquela pessoa que está na sua frente querendo te ensinar pode te proporcionar. Quantos conhecimentos e quantas oportunidades perdemos na vida por ficarmos reclamando e julgando ao invés de simplesmente aproveitar, ver o lado bom, prestar atenção de forma eficaz?

2ª DICA: Foco!

Nos dias de hoje estar focado é um desafio à parte. Estamos 24 horas conectados com o mundo todo através das redes sociais, aplicativos de mensagens por telefone, ou seja, pela internet. Ainda mais quem tem família, com filhos, marido/esposa e agregados para olhar, se preocupar, num momento de curso não consegue ficar 100% na sala de aula prestando atenção em tudo. Então, como fazer?

Primeiro se prepare com antecedência, explique para a sua família a importância do curso para a sua carreira, pra sua vida e deixe bem claro que vai precisar da ajuda deles para que você tenha um melhor aproveitamento da aula. Tranquilize eles de que você não sairá correndo e nem fugirá do curso no horário em que ele tiver acontecendo, e que, desta forma precisará desligar o celular. Você pode ligar o celular de novo na hora dos intervalos.

Segundo que, ao estar em sala de aula realmente desligue-se do mundo lá fora, foque no que o professor está dizendo, faça ligações mentais de como você pode aproveitar cada item passado com o que você trabalha hoje, assim você acaba se interessando mais. Ouça o que outros profissionais estão perguntando, pode ser uma dúvida que você também tem, e não conseguiu formular a pergunta. Aproveite para observar quem são os profissionais que estão fazendo o curso com você e com quem é interessante fazer algum tipo de conexão.

3ª DICA: Pergunte! 

Uma das formas mais eficazes de aprendermos é fazendo perguntas, porque conseguimos correlacionar a nossa realidade e o que temos de referência interna com o que estamos aprendendo na hora da aula. Isso aumenta as chances de memorizarmos o conteúdo com mais intensidade, pois ao interagirmos, obrigatoriamente prestamos mais atenção e ao aumentarmos a atenção, e a boa memória tem uma relação direta com o mecanismo de atenção. Além de que, quando você pergunta, pode acontecer de gerar discussões interessantes em sala de aula, com outros alunos participando e o professor respondendo com a expertise dele.

4ª DICA: Faça Network

Meu Deus o que é Network? Você sabe o que essa palavra significa? Segundo um artigo escrito por Raúl Candeloro para o site www.administradores.com.br, “network é uma corrente de conexões que se cruzam em intervalos regulares, envolvendo contatos e relacionamentos que podem ajudá-lo a alcançar seus objetivos profissionais”.

Veja bem: na nossa vida conhecemos muitas pessoas e geralmente não sabemos porque estamos conhecendo esta ou aquela pessoa até que, em algum momento do futuro, você acaba ou fazendo uma parceria com ela, ou virando um(a) grande amigo(a) ou até a pessoa entra pra família, nunca se sabe. Imagina se perdermos a oportunidade de nos relacionar? Seguindo essa linha de raciocínio, esteja atento! Antes de ir pra qualquer evento faça seus cartões de visita, prepare uma apresentação sobre qual a sua área e linha de atuação, esteja disposto(a) e aberto(a) a conhecer pessoas, a se relacionar. Prepare-se com perguntas, saiba abordar outros profissionais, se interesse pelas pessoas… isso não é muito difícil para nós psicólogos, que amamos as pessoas, não é mesmo?? Mas temos que fazer de forma assertiva.  Leia depois meu outro artigo “Network para Psicólogos” onde aprofundo melhor o tema!

5ª DICA: Anote

Tome notas, mas tome notas em um lugar onde você sempre anota. Se você ama um caderno separe um par cada tema que está estudando (por exemplo um caderno de “TCC com crianças” e um outro de “TCC para casais”) OU separe um só para todos os cursos que você faz, se você não é de anotar muito. Agora se você já é moderno e gosta de uma tecnologia anote no notebook ou no “notes” do celular mesmo, o importante é anotar. Fique à vontade na forma de anotar, mas lembre-se de destacar os pontos chaves ou com uma caneta colorida, ou com uma letra diferente, para que, quando você voltar no conteúdo que aprendeu, saiba localizar cada tópico mais fácil.

6ª DICA: Revise o dia

Se o curso for de dois dias (um final de semana, por exemplo), lembre-se de dar uma olhadinha no que você anotou e aprendeu no sábado e prepare perguntas para fazer ao professor no domingo. Revise o conteúdo, faça correlação com a sua rotina de trabalho atual, lembre-se de situações que aconteceram ou acontecem onde você pode utilizar o que está aprendendo, e pense em perguntas. Lembre-se das pessoas que você conheceu e pense numa forma de aprofundar a conversa com elas no dia seguinte.

7ª DICA: Ao voltar pra rotina

A gente sempre fica empolgado e animado em fazer um curso novo! É como se de repente nos desses uma injeção de ânimo, saímos da nossa rotina… ainda mais quando o curso é em outra cidade, acabamos aproveitando para passear não é mesmo? Mas então voltamos pra casa e o que fazemos com o material do nosso curso? Engavetamos! Pois é muitas vezes engavetamos e não relamos mais naquelas anotações e apostila que recebemos no curso. Então minha orientação pra você quando você voltar pra casa é que você deixe as suas anotações e o material do curso próximo ao material que você utiliza rotineiramente, deixe num local visível e de fácil acesso para você consultar sempre e uma vez por semana pelo menos dê uma olhadinha com calma para ir se aprofundando mais no assunto que viu no curso;

8º DICA: Pratique!

A gaveta não vai praticar! Ela nem sequer se mexe (bom pra frente e pra trás sim kkkkkkk). De que adianta você fazer um curso e não utilizar nada dele? É um desperdício de tempo e de dinheiro! Agora que você aprendeu (ou começou a aprender) o conteúdo interessante inicie a prática. Não se preocupe! No começo a gente sempre fica engessado, com medo de não dar certo, mas só “a prática leva a perfeição” e não “a perfeição leva a prática”. Sendo assim comece, se der medo ou insegurança faça assim mesmo e vai aperfeiçoando o que está errado aos poucos. Errar não é o problema, porque sempre erramos. O problema é não consertar depois.

Bom eu espero que essas dicas te ajudem de alguma forma. Com certeza se alguém tivesse falado todas essas coisas para mim logo quando eu comecei a fazer cursos, teria aproveitado mais cada um deles. Fiz muitos cursos livres, em especial de testagem Psicológica, tema que sempre gostei muito, em muitos casos não me atrevi a praticar e perdi diversas oportunidades bacanas, por não ter prática da técnica, apensas a teoria aprendida nos cursos. Não faça como eu! Aproveite o conteúdo desse artigo e siga à risca, que só assim você terá um grande aproveitamento do seu tempo e dinheiro!

Se esse artigo te ajudou de alguma forma, compartilhe  com seus amigos!!

Um Grande Abraço e até o próximo artigo!

Aline Roveda